Titanic, da ProHorse, é o melhor cavalo em Americana

Titanic

Foto: Adilson Silva/Foto Perigo

 

Estreando com vitória no rodeio, o potro Titanic, da ProHorse Rodeo, já mostrou a que veio. Com a melhor média em duas apresentações, o animal levou o disputado título de Melhor Animal da modalidade Cutiano, em Americana.

Pelo segundo ano consecutivo a ProHorse conquistou o título de Melhor Animal na Festa do Peão de Americana. Na noite do último domingo, 14, a disputa final da modalidade Cutiano foi acirrada e o potro Titanic, no primeiro rodeio que participa, foi avaliado com a melhor média da competição, 43,50, levando a cobiçada fivela da festa.

O potro é filho do reprodutor Tango e da afamada Black Mama, trazendo em sua genética linhagem de grandes campeões norte-americanos. Ele faz parte do projeto “Nascido para Pular” desenvolvido pela ProHorse para a criação de uma raça específica de cavalo de rodeio no Brasil, a exemplo do que acontece nos Estados Unidos e Canadá.

Na primeira noite de rodeio, Titanic derrubou Silvino José dos Santos e, na final, deu parada ao competidor João Conceição Bezerra, proporcionando a nota 85,50 pontos. A tropa da ProHorse em Americana foi formada por 14 animais, dentre eles, quatro potros que vem se destacando nas apresentações, confirmando a genética de pulo dos animais./

Segundo Leandro Baldissera, um dos proprietários da ProHorse, o título acaba sendo um reconhecimento do trabalho que a ProHorse vem fazendo desde 2009, quando importou os animais, para iniciar o projeto “Nascido para Pular”. “É um orgulho muito grande para nós vermos o Titanic, um potro ainda, mostrando sua capacidade, já no primeiro rodeio que participa. A genética vem sendo comprovada e nada melhor do que este título para mostrar que estamos no caminho certo. Na verdade é a realização de um sonho, pois um dia sonhei ver essa raça de cavalo pulando em um rodeio brasileiro e de lá pra cá muita coisa aconteceu. Desde arrumar alguém que acreditasse neste meu sonho, a burocracia de trazer os animais extremamente selvagens, o investimento na reprodução até chegar hoje e termos o produto campeão em Americana. Só tenho que agradecer ao meu sócio Henrique Prata em ter acreditado neste sonho comigo, ao Anderlando Roque, o Nô, nos cuidados com a tropa e toda família ProHorse”.

No ano passado, o título de Melhor Animal do Cutiano em Americana ficou com a égua Bad Angel, também da ProHorse.

Fonte: Susi Freitas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *