Campeão da Liga Nacional de Rodeio em 2016 está pronto para a semifinal do The American

Após conquistar a vaga para mais rico rodeio de um só dia, The American, o campeão da Liga Nacional de Rodeio, antecipou sua viagem para os EUA e está preparado para o desafio que pode render um milhão de dólares.

Foto: Eugênio José

Foto: Eugênio José

Quando venceu o touro ‘Tronador’ da Cia Zeca da Juína, na noite do sábado 27 de agosto, na arena lotada do Parque do Peão em Barretos, Cláudio Marcelino, de Ribeirão dos Índios (SP) conseguiu duas particularidades.

Um título Nacional, coisa que ele vinha perseguindo faz tempo e, a outra era, ganhar ânimo para tentar ir a América, já que ele havia tentado outras vezes e o visto havia sido negado.

Segundo sua esposa, Aline Frias, já no dia seguinte em Barretos, Marcelino, não dormiu aquela noite preocupado com essa nova jornada em sua carreira.

Claro, ele havia ganhado a vaga, para ir aos EUA, mais uma vez, mas teria que enfrentar o consulado de novo, o que é muito difícil, mais do que enfrentar um touro.

Chegando lá desta vez, ele teve o visto negado de novo, isso mesmo, não foi um sim, “Juninho dos Índios” como é conhecido, podia baixar a cabeça como fez das outras vezes e voltar para o interior de São Paulo, mas, ele disse: “Por favor olhe direito estes documentos”. Seu pedido foi atendido, e depois de muitas perguntas e conferência de papeis ele conseguiu o visto.

Surgia ali a oportunidade também de ir mais cedo, afinal ele tem o cartão internacional da PBR, então, mala pronta e lá se foi ele montar nas etapas de acesso da PBR.

Digamos que seria um ‘treino’ para o The American, mas esse ‘treino’ ficou sério. A adaptação com os touros americanos é difícil, mas ele já venceu o primeiro touro que montou.

Não demorou veio os primeiros dólares, em seguida o primeiro título e, nas divisões de acesso, o campeão de cada etapa tem direito a montar em um evento da primeira divisão predefinido.

O campeão de Yongstown (onde ele venceu) teria direito de montar justamente no Iron Cowboy, evento máster da PBR que acontece no mesmo lugar as finais do The American, um dia antes.

Sua jornada continuou na America, logo subiu para a primeira divisão, isso aconteceu no último final de semana e ele tirou de letra, não saiu de nenhum touro, e terminou o evento em quinto lugar.

Em resumo ele está mais do que pronto para as semifinais do The American que começa hoje, 15, e vai até sexta-feira, 17 no Cowtown Coliseum, em Fort Worth, Texas. A final do The American acontece domingo, dia 19, no AT&T Stadium em Arlington, região metropolitana de Dallas.

– Os touros aqui nos EUA são muito difíceis, qualquer erro, eles derrubam a gente. Eu estou surpreendido como minha adaptação, porque de fato os touros são mais rápidos, e bem puladores, exigem bem mais da gente – Explica Marcelino

– Estou muito apreensivo para o The American, pois é um rodeio, que estarão os melhores. Foi bom eu ter vindo antes, estou confiante, são dois touros que vou montar na semifinal, espero conseguir a classificação para o domingo – Disse

– Estou bem surpreso com o carinho dos fãs, nunca dei tanto autógrafo, tirei tanta foto, aqui somos tratados de forma diferenciada, é um sonho sendo realizado graças a esse intercâmbio da LNR – Liga Nacional de Rodeio – Conclui

Montam com Cláudio Marcelino na semifinal, Ramon de Lima, Wallace Oliveira, Silvano Alves e Luis Blanco.

O site www.eugeniojose.com.br estará acompanhando toda a movimentação de resultados e bastidores do evento.

Saiba mais sobre o The American e confira quais brasileiros estarão na disputa – http://bit.ly/2jzKnSH 

Por Eugênio José – MTB: 67.231/SP

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *