Ekip Rozeta apresenta os novos talentos para 2018

Nos últimos anos, a Ekip Rozeta se consagrou como o campeonato que mais revela jovens talentos para o mundo do rodeio. Nomes importantes foram “garimpados” e tiveram suas primeiras oportunidades nos grandes rodeios do Brasil através do campeonato. Esta característica se tornou quase uma obrigação e a cada inicio de temporada, os olhos dos fãs e profissionais das arenas se voltam a Ekip Rozeta, aguardando os novos nomes, até então desconhecidos nacionalmente, mas que devem se tornar sucesso nos próximos meses.

novos

 Iniciando a temporada que promete ser uma das mais disputadas de sua história, a Ekip Rozeta já tem um time de “novas armas” que este ano estarão lado a lado com os competidores já consagrados em busca da fivela de campeão nacional após uma maratona de mais de 60 etapas ao longo do ano.

 Entre as principais apostas para a temporada 2018, está o mato-grossense Ayslan Jeferson Reis, que já aparece como um dos grandes destaques para esta edição do campeonato. Com quatro anos de carreira profissional, o competidor de Nova Brasilândia-MT teve uma grande ascensão dentro de seu estado nos últimos anos. “Me sinto preparado. Estou desde os meus 20 anos competindo nos grandes rodeios do Mato Grosso e sonhava em estar em um campeonato nacional, podendo ir aos rodeios mais famosos do Brasil. A oportunidade chegou, estou pronto e quero ir o mais longe possível este ano,”afirmou o competidor.

 Para trazer novos talentos ao campeonato, o presidente da Ekip Rozeta, Enrique Moraes explica que fica de olho durante todo o ano em rodeios regionais, observando competidores que se destacam, além de receber indicações de outros competidores e profissionais. Entre os diversos nomes revelados pela Ekip Rozeta nos últimos anos, um dos grandes destaques é do bicampeão nacional Dener Barbosa, que atualmente compete nos Estados Unidos e é o líder do ranking mundial.

 Assim como Dener Barbosa teve sua primeira oportunidade há alguns anos, nesta temporada outros dois paulistas buscam seguir o mesmo caminho. Felipe Gasques e Higor Vinícius também aparecem como principais apostas para a nova temporada e já demonstram que terão um futuro promissor. Natural de Urânia-SP, aos 23 anos de idade, Felipe Gasques sabe que os desafios serão grandes ao enfrentar as feras do Curral de Elite, mas se mantém confiante para uma excelente temporada. “Sei que é um campeonato disputado e vou enfrentar os melhores touros do país, mas me preparei bem, estou confiante e vou aproveitar ao máximo cada oportunidade,” declarou Gasques.

 Apesar de ser nascido em Barretos-SP, a capital nacional do rodeio, Higor Vinicius Rodrigues começou a se destacar em outro esporte. Até os 17 anos de idade, ele praticava Judô, chegando a integrar a seleção brasileira juvenil, mas influenciado por um amigo decidiu montar e ao se dar bem no lombo dos touros, trocou de esporte e iniciou sua carreira nas arenas. “Estou numa fase boa, conquistei esta oportunidade na Ekip Rozeta e minha meta é terminar o ano entre os 10 melhores do campeonato, mas vou me dedicar muito para brigar pelo título nacional,” disse o competidor de 23 anos e que está a seis competindo em rodeios.

 Três paranaenses fazem parte da lista das novas apostas da temporada. Rafael Augusto de Souza e Andrei Scoparo integravam o projeto Paraná Rodeio Team e após uma grande temporada em 2017, iniciam o ano com grandes expectativas. Aos 17 anos, Rafael Augusto quer aproveitar da melhor maneira a primeira oportunidade em um campeonato nacional. ““Sempre sonhei em estar competindo na Ekip Rozeta. Quero me manter bem durante todo o ano, se classificar para a final e brigar pelo título de revelação da temporada,” afirmou o competidor de São Jorge do Patrocínio-PR.

 Um pouco mais experiente, aos 23 anos, Andrei Scoparo foi um dos competidores do Paraná que mais disputou finais na temporada passada. Entre os objetivos do competidor da cidade de Assis Chateubriand, está o de se classificar para a final da temporada e encerrar o campeonato na melhor posição possível. “Quero aproveitar a boa fase e pontuar bem em todas as etapas que competir. O objetivo principal é a classificação para a final. A briga pelo título é consequência do trabalho durante o ano,” declarou.

 Também focado em estar entre o seleto time de classificados para a grande final, outro paranaense chega a Ekip Rozeta em ótima fase. Jhon Elvis Coterli, que após um acidente na arena de Jaguariúna em 2015, optou por se dedicar mais aos rodeios dentro do estado nas duas últimas temporadas, está pronto para voltar aos grandes eventos. “Estou treinando e me preparando bastante, já consegui pontuar na primeira etapa que participei, então agora é me firmar no campeonato. Me sinto em um ótimo momento e muito confiante,” disse Jhon Elvis, que representa a cidade de Tamboara.

 Completando a lista, o mineiro Pedro Oscar é outro que faz sua estreia nessa temporada e estará entre os destaques do ano. “Meu objetivo sempre foi esta oportunidade na Ekip Rozeta, me preparei muito e sei que vai ser um grande ano na minha vida,” declarou. Representante da cidade de Conceição das Alagoas, o competidor tem 20 anos e há quatro que monta profissionalmente, tendo conquistado importantes títulos, incluindo a fivela de campeão no Rodeio Junior de Barretos.

 CAÇA-TALENTOS

O Caça-Talentos da Ekip Rozeta já se tornou tradição a cada início de temporada. Este ano será realizado no município de Caconde, interior de São Paulo entre os dias 20 e 24 de fevereiro. Mesmo faltando quase um mês para a competição, as vagas já estão esgotadas. Este ano serão cerca de 100 competidores, na maioria ainda desconhecidos e que buscam uma primeira oportunidade no campeonato. Os 10 competidores de maior destaque durante a competição, terão oportunidade de competir em algumas etapas ao longo da temporada, mas o presidente da Ekip Rozeta explica que este número pode aumentar. “Depende muito do desempenho dos competidores, se além dos 10 nossa diretoria enxergar mais alguns grandes talentos, com certeza eles estarão no campeonato também ao longo deste ano,” explica Enrique Moraes. Para ele, o Caça-Talentos é de grande importância, pois da a oportunidade da diretoria testar os competidores ainda desconhecidos, e como aconteceu nos últimos anos, sempre surge grandes nomes nesta competição.

 Assessoria: Agência PrimeComm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *