A história do competidor mudou-se para uma Cia de Rodeio para conseguir espaço no rodeio

Por ser filho de competidor, Jeferson Silva, o “Foguinho” do Circuito Rancho Primavera, até que demorou muito para realmente decidir entrar no rodeio, foi perto dos dezessete anos de idade.

 Foto: Ricardo Mariotto

Foto: Ricardo Mariotto

Como o rodeio não era algo tão estranho, fazia parte do seu dia-a-dia.

Até que em uma tarde, estava assistindo um treino e ouviu aquela frase: “Monta em um para ver como é”

“Não tinha noção de como era, mas quando montei a sensação foi inexplicável, pensei que isso era para mim” Disse sobre sua primeira montaria.

De treino em treino, as coisas foram andando até participar de um rodeio pequeno, o famoso bolão.

“Deu tudo errado, caiu pensei em desistir, mas coloquei nas mãos de Deus continuei” disse

Bom, nessas histórias de vida dos competidores, tem sempre alguém que aparece e muda tudo ou ajuda a mudar, com Jeferson não foi diferente

Conheci o Roberto Tucano, um tropeiro de Patos de Minas, comecei a treinar e, sua filha, Ana Francisca é diretora de rodeio em Patos de Minas e assessora alguns rodeios, ela me ajeitou um outro pequeno rodeio e eu ganhei, ali foi o começo de tudo” Explica

Mesmo assim, ele passou pela aquela fase crítica de todo competidor passa, de tentar entrar nos rodeios e não aparecer as oportunidades

“Eu pensei muito em parar, vi que aquilo não era para mim, porém pedi para Ana Francisca para morar na fazenda e ficar treinando nos touros, e eles aceitaram”

Fui entrando nas finais, fiquei em segundo lugar, na minha cidade Guimarânia (MG), a Ana fez uma seletiva, para Fenamilho eu fiquei em segundo, montei bem no profissional, e deste momento em diante tudo foi encaminhando” Relembra

No Circuito Ranho Primavera, chegou através de uma situação interessante. Ele ganhou um rodeio empatado com João Augusto Cezere, era uma moto, o título e a sociedade na moto acabou virando uma amizade.

O João Cezere para mim é como se fosse um irmão, ele foi ele que falou que ia me indicar no CRP”

Jeferson estreou em Guapirama (PR), montou em Arandu (SP), passou as duas etapas em branco, até que, na etapa de Fartura, foi o grande campeão

“Para a gente que começou de baixo, ganhar uma etapa do Circuito Rancho Primavera, é uma realização de um sonho, não tenho palavras para explicar o que significa essa fivela em minha cinta”

“É um ambiente muito bom, uma energia incrível, espero poder conseguir mais títulos aqui” Finaliza

Por: Eugênio José

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *