Veri Real a amazonas sem limites

Veridiana Tranjan Real é uma jovem amazonas de 23 anos. Veri Real como é mais conhecida é percursora da categoria de paratleta na prova cronometrada de três tambores.

veri5

Veri nasceu com Paralisia Cerebral de nível motor 2, naquela época os médicos disseram que Veri não andaria e também não falaria. Com o apoio da mãe que na época praticava Hipismo, prova de saltos de obstáculos, Veri passou a ter um contato quase diário com os equinos, logo em seus primeiros anos de vida.

A partir deste primeiro contato e as aulas de equoterapia Veri começou a demonstrar amor pelos animais, mais uma vez com o apoio da mãe a paratleta começou a montar e em um dia ao descer de um animal ela começou andar, então aconteceu o que um dia os médicos julgaram impossível.

“Ainda bem que tive uma mãe que nunca desistiu de mim e juntas transformamos todos os nãos em sins”, comentou Veri.

Essa paixão e o apoio familiar ajudou na recuperação de Veri.

Essa paixão e o apoio familiar ajudou na recuperação de Veri.

Com o suporte dos animais Veri aprendeu muitas coisas entre elas: andar, falar e estudar. Nada a tirava de cima do animal. Ela no início de arriscou nas provas de marcha, porém achava a prova muito lenta. Um dia foi apresentada a categoria de Três Tambores e prometeu que também montaria naquela prova, pois encontrou ali a adrenalina que faltava na vida dela.

Após um ano praticando a modalidade de Três Tambores, Veri encaminhou um e-mail para a ABQM – Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha – pedindo que reconhecessem a categoria para que ela e outros paratletas pudessem competir em eventos oficiais.

O pedido foi aceito e Veri foi convidada para  estar presente no lançamento da categoria que aconteceu em 2016 na cidade de Avaré/SP.

Também no ano de 2016, Veri foi convidada a correr no HARAS RAPHAELA na Super Semana do Tambor, prova organizada pela NBHA.

Em julho deste mesmo ano Veri teve contato com a ANTT – Associação Nacional dos Três Tambores – que também abraçou a categoria, com essa parceria Veri participou de uma etapa em sua cidade na ESPIC em São João da Boa Vista/SP.

“De lá pra cá eu não parei mais, costumo dizer que o cavalo me deixou mais confiante, ele me leva á lugares onde eu não posso ir”, explicou Veri.

“Com uma luta de mais de vinte anos com uma paralisia cerebral consegui introduzir no calendário da ABQM a categoria de paratleta e também introduzi essa categoria nos rodeios por meio da minha luta, com isso venho trazendo outros paratletas para a vida e me sinto muito bem e feliz e também me sinto igual a todos em cima de um cavalo. “, concluiu a paratleta.

veri2

Em 2017 a categoria foi lançada oficialmente na cidade de Avaré/SP.

De acordo com a ABQM os Handicaps foram definidos em quatro categorias:

1: Passo-Trote Independente – Competidores aptos a se apresentarem na velocidade do passo, e em sua transição para o trote;

2: Trote-Galope Independente – Competidores aptos a se apresentarem na velocidade do trote, e em sua transição para o galope;

3: Galope Independente – Competidores aptos a se apresentarem na velocidade do galopinho – galopão);

4: Corrida – Competidores aptos a se apresentarem na velocidade do galopão – corrida.

Essa categoria pontua assim como qualquer outra categoria. Veri representa o time Organnact e o CT Bruno Ribeiro.

Veri treina duas vezes por semana, durante de uma  hora e meia, em semanas de provas o treinamento de Veri é mais leve. Em sua categoria é permitido que a paratleta use um velcro entre suas pernas e a sela o que ajuda como um apoio,porém este velcro se abre facilmente.

verii1

Veri Real já correu provas nas em grandes eventos como Jaguariúna/SP, Vargem Grande do Sul/SP, Santa Rosa do Viterbo/SP, Leme/SP, Mococa/SP entre outras cidades.

“Tudo isso aconteceu a partir de um sonho, do meu sonho. No início me olhavam de uma forma estranha, mas hoje, tanto eu quanto os outros paratletas que vieram, estão se superando e fomos inclusos como todo o carinho pela família quartista”, comentou Veri.

veri9

O melhor tempo de Veri é de 20‘580 segundos na pista reduzida e 21’375 segundos na oficial.

Atualmente Veri Real tem; 27 troféus, 25 campeonatos, 2 vice-campeonatos , 4 medalhas e 3 fivelas.

“E de coração eu queria que todos soubessem como eu sou feliz, muitos me perguntam se eu não tenho tristeza de ter nascido assim, mas te confesso que não, hoje eu entendo que tinha que ser assim. E por isso corri atrás de mudar algumas coisas, não vim atoa, Deus é bom demais”, disse Veri.

Apesar de todas as dificuldades Veri sempre se apresenta feliz, a cada vez em que entra em uma arena seja em caráter de apresentação ou competição a emoção é a mesma!

“Vejo os cavalos como parte do meu corpo, sem eles eu não existo. Galopando, sinto vento em meu rosto e isso era o que eu mais queria sentir é uma sensação de liberdade e independência”, completou a paratleta.

veri8

A modalidade assim como qualquer outra ainda enfrenta preconceitos que com toda a certeza são quebrados a cada apresentação. Devemos saber e entender que todo e qualquer ser humano tem seus limites e medos, porém cabe a cada um de nós decidir se iremos enfrentá-los e nos fortalecer ou entregar-se a eles.

O melhor tempo de Veri é de 20‘580 segundos na pista reduzida e 21’375 segundos na oficial.

Veri Real mostra em poucas linhas que apesar das dificuldades os limites para ser feliz não existem!

Caso você queira acompanhar a vida desta grande amazonas, basta segui-la em suas redes sociais:

Instagram: @veri.real_avidasemlimites

Facebook: https://www.facebook.com/veri.real

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *