José Vitor Leme faz a melhor nota do round 1 em Colorado Springs

A corrida pelo título mundial da PBR (Professional Bull Riders) passa pela cidade de Colorado Springs, mesmo sendo uma etapa da Real Time Pain Relief Velocity Tour, uma divisão de acesso para o TOP 35. Isso porque, parte dos competidores do ranking principal disputam pontos nessa competição.

Foto por Andre Silva / BullStockMedia.com.

Foto por Andre Silva / BullStockMedia.com.

José Vitor Leme, por exemplo, foi o único entre os cinco primeiros colocados do mundial que disputam essa etapa a pontuar. O campeão brasileiro de 2017 fez 88,50 pontos a bordo do touro Sharky e garantiu a melhora nota da noite.

Leme teve uma saída complicada e acabou sendo atingido no peito pelo touro. Ele foi brevemente examinado pela equipe médica da PBR, e acabou liberado. “Eu perdi um pouco a respiração. Meu peito está um pouco dolorido, mas eu estou bem”, disse ao jornalista Justin Felisko, da PBR.

Pacheco ficou 5.09 segundos sobre o touro Chop Hou. Cláudio Montanha Jr chegou aos 7,8 segundos sobre Oso; Luciano de Castro ficou apenas 2,2 segundos sobre Detective Crockett, enquanto Cody Teel  ficou 4,26 segundos em Head Over Heels.

Mais importante, Leme sabe que uma vitória em Colorado Springs garantiria a ele uma vaga na Final da Tour de Velocity em Tempo Real em 2018, nos dias 2 e 3 de novembro. Um competidor pode ganhar um máximo de 440 pontos mundiais nas finais do Velocity Tour, e Pacheco já garantiu um lugar para as finais do RVT.

Por: Jorge Cardoso / PBR Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *