Rodeio Nacional

Com programação ousada Ribeirão Rodeo Music uniu provas e rodeio em uma semana só com equinos.

Foto: Estúdio Gustavo H
Foto: Estúdio Gustavo H

Seria muito simples se eu dissesse que a 13ª edição do Ribeirão Rodeo Music foi um sucesso. De fato, foi. Mas, foi muito mais do que isso, o formato ousado e inovador separando bovinos de equinos, realizando as modalidades em semanas distintas, e a parceria com a ABQM – Associação Brasileira dos Criados de Cavalos Quarto de Milha, fez do rodeio RRM um divisor de águas entre provas e rodeio.

O Ribeirão Rodeo Music é uma realização do Bananas Eventos, Viola Show e LC Eventos. Mas, a frente do rodeio está o Viola Show, com o Matheus Calil, que é um apaixonado pela cultura sertaneja, e pelo mundo dos cavalos e ousou em todos os sentidos.

Após o sucesso do rodeio em touros, na primeira semana com etapa da Liga Nacional de Rodeio, havia a expectativa de a segunda semana agradar ao público só com rodeio em cavalos no estilo Cutiano e só com provas.

Dentro da programação das provas, já foi algo inovador e, acho que foi aí que as coisas começaram a fazer diferença. Pois, era realizada uma prova por dia, eliminatória a tarde e final a noite. Sem contar que havia na sequência da prova, uma apresentação de outras modalidades envolvendo o cavalo.

Era uma maratona de apresentações, com variedade, cada dia as pessoas assistiam algo diferente.

– Foi uma experiência incrível, eles nos disseram que surpreenderam com o a organização, que não imaginariam que o evento fosse tão grande e que eles seriam recebidos dessa forma, acredito que a parceria só tende a crescer –  Revelou Erick Pavini diretor de rodeio do RRM

– Foi uma parceria que veio para somar e estreitar os laços entre rodeio e provas. Já tínhamos algumas provas em rodeio, mas nunca foi feito uma parceria entre rodeio e ABQM, acredito que acontecerá mais parcerias deste tipo. Aqui no RRM,a novidade foi trazer o Ranch Sorting para a arena, foi a primeira vez que fizemos e foi muito interessante – Explicou Ney Batista diretor de provas da ABQM

Para Matheus Calil, sócio organizador do RRM é muito importante fomentar e divulgar nossa cultura sertaneja em todos os setores para o público urbano e o rodeio é uma ótima oportunidade.

– O que fizemos aqui no Ribeirão Rodeo Music foi uma homenagem aos criadores de cavalos, aos criadores de touros, a todo pecuária brasileira, precisamos valorizar nossa cultura do sertaneja do campo, de tudo que aconteceu na fazenda. Expomos raças de cavalos e touros nas duas semanas, foi uma experiência muito positiva. – Explicou

Foi de fato uma grande interação entre rodeios e provas e que essa parceria possa se estender a outros eventos que possamos todos andar juntos em prol de um objetivo comum o rodeio como um todo, envolvendo todas as modalidades e juntos possamos crescer e nos fortalecer contra aqueles que são contra nossas tradições modalidades.

CUTIANO EMOCIONANTE

Realizar só a modalidade Cutiano sem montarias em touros foi um grande desafio. Havia a desconfiança que poderia não contagiar o público.

Porém, foi feito também neste setor uma parceria com a SBC – Seleção Brasileira do Cutiano e, já no primeiro round, a resposta foi dada, com um show de montarias, com os animais da Cias XL e 2 Irmãos pulando bem e assim foi até a final.

– O que tivemos aqui foi um laboratório, de um cara ousado e visionário chamado Matheus Calil, ele provou que uma semana com cavalos atrai sim os fãs de rodeio – Disse Esnar Ribeiro Comentarista do evento.

Classificação final

1 – Antônio Juscelino, Tietê (SP) – 264,50

2 – Diego Pivezan, Piracicaba (SP) – 264,00

3 – Sidnei Brito, Santópolis do Aguapei (SP) – 263,50

4 – Ary Piovezan, Piracicaba (SP) – 263,00

5 – José Mariano, Mirassol (SP) – 262,75

Por Eugênio José – MTB: 67.231/SP

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar