Chega a RosetaColunistasMatérias

Rodeio Pós- Pandemia

Infelizmente esse ano de 2020 está sendo muito trágico para o pessoal que trabalha com eventos no geral, e o rodeio como sempre foi atingido e a recuperação vai demorar a chegar, pois fomos um dos primeiros setores a parar e com certeza seremos os últimos a voltar ao trabalho.

O rodeio brasileiro sempre culpou os shows de estar atrapalhando o nosso crescimento e também a valorização que tanto queremos. (Eu já fiz um texto sobre isso e em breve vou repostar dizendo a minha opinião sobre isso.) Voltando ao assunto, assim que passar essa “Pandemia” iremos continuar com a mesma choradeira ou vamos mudar algumas coisas e começarmos a crescer e se tornar um produto atrativo, tanto para o publico e também para a TV?

Chegou a hora de mudarmos um pouco o nosso formato de trabalhar e sair do “padrão” está na hora de “enxugarmos” algumas coisas que estão em excesso, coisas que hoje atrapalham muito para o crescimento do rodeio.

Hoje pecamos muito, fazendo grande número de montarias que faz o rodeio ficar cansativo de assistir e até trabalhar, temos que pensar em quem tá pagando o ingresso pra assistir o espetáculo, será que ele quer ficar mais de 4 á 5 horas assistindo algo que poderia ser mais “enxuto” e com mais qualidade, sempre tem aquela velha frase para se pensar: Nem sempre quantidade significa qualidade.

Outra coisa que precisa ser repensada urgente, horário em que é feito esses rodeios, tem montarias começando 23:00 da noite, esse horário é um pouco tarde para aqueles que querem levar a família, pois fica muito caro e cansativo. Só um exemplo: se você começar um rodeio ás 21:00 com 20 montarias, abertura e show de arena, quando for 23:00 já estará acabando os trabalhos para que comece outras atividades na arena ou em outro local, aí o público terá mais tempo de consumir na praça de alimentação e ajudar nossos amigos barraqueiros.

Tem várias coisas que precisam ser “enxugadas” no rodeio e que eu passaria horas escrevendo aqui para vocês, opinei aqui o mínimo que precisa mudar nos rodeios para que possamos crescer e pararmos de reclamar dos shows.

Então fica a dica para os organizadores de evento dar uma pensada e tentar melhorar o seu rodeio que logo após esse Covid-19 virá com força total, pois o povo está com saudades das aglomerações.

Mostrar mais

Eric Vieira

Comentarista, assessoria para rodeios, colunista e diretor de rodeios da IPR Brasil

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar